Sábado, 12 de Junho de 2021
69 9 9285-1040
Brasil Brasil

Governo envia hoje 3,9 milhões de vacinas da Oxford a todo o país

Imunizante chegou no fim de semana por meio do consórcio Covax Facility. Quase 74 milhões de doses já foram disponibilizadas

06/05/2021 13h05
Por: AlvoNotícias Fonte: R7
Intervalo entre as doses da vacina AstraZeneca/Oxford é de 12 semanas - (Foto: Divulgação/Ministério da Saúde)
Intervalo entre as doses da vacina AstraZeneca/Oxford é de 12 semanas - (Foto: Divulgação/Ministério da Saúde)

O governo federal anunciou que a partir desta quinta-feira (6) mais um lote de vacinas contra a covid-19 será enviado a todo o país. Conforme o Ministério da Saúde, são 3,9 milhões de doses da AstraZeneca/Oxford, adquiridas por meio do consórcio Covax Facility.

O imunizante foi produzido na fábrica da farmacêutica na Coreia do Sul e chegou ao Brasil no último fim de semana. "A nova remessa é dividida de forma proporcional e igualitária entre os estados e o Distrito Federal", diz a pasta.

O novo lote é destinado para a primeira dose de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas, e de pessoas com deficiência permanente. No caso da vacina da AstraZeneca/Oxford, o intervalo entre as doses é de 12 semanas.

Próximas entregas

O Ministério da Saúde informou também que já prepara o envio de novos lotes de vacinas covid-19 do Instituto Butantan e da Pfizer/BioNTech. A pasta aguarda a chegada de 1 milhão de doses da Coronavac para iniciar a distribuição. "Elas serão destinadas para a segunda dose da população."

A partir da próxima segunda-feira (10), mais 1,1 milhão de doses da Pfizer também começam a ser enviadas para as 27 capitais brasileiras, para a primeira aplicação em pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas, e de pessoas com deficiência permanente – o intervalo entre uma dose e outra da vacina da Pfizer também é de quatro meses.

Até o momento, contando com esse novo lote, já foram destinadas a todas as Unidades Federativas mais de 73,9 milhões de doses de imunizantes. De acordo com com o vacinômetro do R7, 33.740.355 receberam a primeira aplicação, o equivalente a 15,93% de toda a população brasileira. A segunda dose chegou aos braços de 17.195.547 brasileiros (8,12%).

Covax facility

O Brasil é um dos quase 200 países que integram a iniciativa global, criada com o objetivo de fomentar o desenvolvimento e a produção de imunizantes contra a Covid-19, permitindo o acesso justo e igualitário às vacinas por meio das parcerias com os laboratórios.

O contrato do governo federal prevê 42,5 milhões de doses até o fim deste ano. Dessas, já chegaram ao país quase 5 milhões de doses da AstraZeneca/Oxford, produzida na Coreia do Sul. Mais 4 milhões de doses do mesmo laboratório são esperadas para o terceiro trimestre e outras 842,4 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech estão previstas até junho, todas por meio do consórcio.

A aliança global Covax é coliderada pela OMS (Organização Mundial da Saúde), pela Coalizão para Promoção de Inovações em prol da Preparação para Epidemias e pela Aliança Mundial para Vacinas e Imunização, em parceira com o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.