Escritório Confiança
LINHÃO

Energisa informa ao presidente da Assembleia que obra de Linhão de Alvorada do Oeste e Presidente Médici já tem data de conclusão

Saiba quando; Laerte Gomes se empenhou em busca de soluções após receber pedido do Movimento "Linhão já".

22/08/2019 21h18Atualizado há 2 meses
Por: AlvoNotícias
Fonte: tudorondonia

Em atendimento as reivindicações do "Movimento Linhão Já" e preocupado com novos desperdícios de recursos financeiros e, principalmente com os prejuízos da população, o presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Laerte Gomes (PSDB) cobrou por meio de ofício, um posicionamento concreto e satisfatório, referente a paralisação da obra do Linhão da região do Vale do Guaporé.

 
 

De acordo com o presidente do movimento, Reginaldo Felix de Souza, a obra foi autorizada pela Aneel em 2017 e partiria do município de Presidente Médici, passando por Alvorada do Oeste, São Miguel do Guaporé, Seringueiras, São Francisco do Guaporé, distrito de São Domingos e Costa Marques fronteira Brasil/Bolívia.

"Os moradores desses municípios, esperam por uma energia confiável e sustentável para assegurar o desenvolvimento da região da Zona do Vale do Guaporé. Com a implantação do Linhão, estaremos proporcionando condições de investimentos para pequenas e médias empresas, atendendo a grande demanda da geração de renda e emprego. Contudo, com a paralisação da obra, em fevereiro, os munícipes residem na BR-429 estão amargando grandes prejuízos", justificou Reginaldo.

Em resposta ao presidente Laerte, a presidência Energisa informou que especificamente para a região do Vale do Guaporé, estão programados para os próximos 12 meses o montante de R$ 175.000.000,00 divididos em linhas de alta tensão e subestações. A empresa esclareceu ainda, que as construções das subestações em andamento na região, por força do cronograma contratual estabelecido previamente à privatização, tiveram que ter suas empreiteiras substituídas.

Por fim, a Energisa declarou que a previsão de conclusão das linhas de alta tensão e subestações necessárias para a energização de Alvorada do Oeste e Presidente Médici estão programadas para dezembro de 2019 e São Miguel por sua vez, tem previsão definida para o mês de fevereiro de 2020.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.