domingo, 22 de outubro de 201722/10/2017
69 9 9285-1040
Muito nublado
21º
23º
-17º
Alvorada D'oeste - RO
dólar R$ 3,19
euro R$ 3,75
Escritório Confiança
TRÂNSITO
Alvorada do Oeste - Grupo libera pistas após protesto que bloqueou a BR 429 e a RO 473
Veja acordo firmado entre as partes envolvidas.
AlvoNotícias Alvorada do Oeste - RO
Postada em 27/07/2017 ás 00h20 - atualizada em 27/07/2017 ás 00h32
Alvorada do Oeste - Grupo libera pistas após protesto que bloqueou a BR 429 e a RO 473

Os dois pontos da BR-429 e da RO 473 foram liberados por volta das 22h desta quarta-feira (26) após um dia inteiro de protesto que deixou as pistas das rodovias bloqueadas sentido a São Miguel do Guaporé e saída para Urupá, em Alvorada do Oeste, região central de Rondônia. Um longo congestionamento foi formado, mas alguns motoristas preferiram buscar vias alternativas. A mobilização começou por volta das 5h30min desta quarta-feira e só teve fim depois de acordo firmado entre o superintendente do DENIT, Sérgio Augusto Mananny, o Procurador da República Murilo Rafael Constantino, João Bosco Ribeiro, inspetor da PRF e representantes do Movimento Popular Pela pavimentação da BR 429 e RO 473.


A manifestação foi realizada por moradores e populares que aderiram ao manifesto em requerimento da construção de cerca de 1 km de asfalto na BR 429 e de aproximadamente 300 metros na RO 473, trechos estes que não foram feitos quando o restante da via foi pavimentada. De acordo com organizadores do bloqueio das vias, o protesto foi pacífico e houve adesão de cerca de duas mil pessoas que inclusive assinaram um abaixo assinado reivindicando a conclusão do asfalto faltante.


A reunião que teve início as 20 horas, na Promotoria de Justiça de Alvorada do Oeste, resultou em uma deliberação importante para o movimento em prol da pavimentação asfáltica.


De acordo com o Termo de Reunião extrajudicial, Inicialmente, o inspetor da PRF, João Bosco falou da necessidade de desobstrução do trecho da 429, ocupado em razão da ausência de asfaltamento, para garantir o livre exercício do direito de locomoção dos transeuntes.


Por sua vez, o Procurador da República, Murilo Constantino se apresentou e solicitou que os demais presentes expusesse seus pedidos e motivos diretamente ao Superintendente do DENIT.


O representante do DNIT Sergio Mananny expôs que, está realizando todos os tramites administrativos para remanejamento de recurso da obra de uma ponte em Abunã, visando implementar a pavimentação do trecho até o mês de outubro. Mananny ainda se comprometeu a disponibilizar “caminhões-pipa” para molhar o trecho não asfaltado no mínimo quatro vezes ao dia, além da implantação de lombadas redutoras de velocidade, como paliativo para diminuição da poeira, até que se inicie a obra.


 


DELIBERAÇÃO


 Foi firmado o seguinte termo:


 O DNIT irá, imediatamente, a partir do dia 27.07.17, iniciar o serviço de irrigação do trecho, 4 vezes por dia, patrolamento e sinalização vertical, mantendo o serviço até o início das obras de pavimentação asfáltica;



  • O DNIT informa que o valor aproximado da obra é de2,5 milhões de reais, e que, para a realização dos trabalhos, já providenciou o remanejamento dos recursos referentes à ponte de Abunã, relocando para conclusão do trecho reivindicado;

  • O DENIT se compromete, até o final de agosto, a deflagrar o processo licitatório, com previsão de início das obras até a primeira quinzena de outubro e conclusão estimada até o final de novembro;

  • O DENIT enviará relatório quinzenal das atividades relacionadas aos procedimentos referentes à licitação e ao andamento das obras, sendo o primeiro apresentado até o dia 15 de agosto;

  • O DENIT se compromete a indicar um interlocutor para tratar diretamente as questões junto ao movimento;

  • O Ministério Público Federal – MPF se compromete a acompanhar a evolução dos trabalhos e a instaurar procedimento administrativo relacionado aos fatos;

  • A população se compromete a desocupar a estrada ainda hoje (dia 27.07.17).


 


 

FONTE: alvonoticias
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium