Sábado, 20 de outubro de 2018
69 9 9285-1040
Internacional

02/08/2018 ás 00h14

AlvoNotícias

Alvorada do Oeste / RO

Vídeo de passageira mostra queda de avião no México e desespero de sobreviventes
Imagens mostram também choro, gritos e avião em chamas.
Vídeo de passageira mostra queda de avião no México e desespero de sobreviventes



Bombeiros apagam chamas do avião da Aeroméxico acidentado perto do aeroporto de Durango, na terça-feira (31) (Foto: Proteccion Civil Durango/via Reuters)











Ashley Garcia, uma das passageiras do avião da Aeroméxico que sofreu um acidente em Durango, na terça-feira (31), registrou cenas que mostram o pânico a bordo. Ela filmava a decolagem, sob mau tempo, e logo as imagens trêmulas revelam o acidente.





Após um corte, é possível ver os passageiros do voo AM 2431 já fora do avião, assustados, e são ouvidos gritos e o choro de crianças. Garcia filmou também a aeronave, a essa altura já em chamas. Assista abaixo.





















Nicolás Larenas ??@n_larenas



 




 

: este vídeo podría generar susceptibilidades en algunas personas (no verlo si es sensible o tiene miedo a volar). Nuevo vídeo muestra mejor lo que sucedió en el accidente de ayer de Aeroméxico en Durango. Todos abordo sobrevivieron. Vídeo de pasajera Ashley Garcia.











 



 






Apenas 22 dos mais de 80 feridos que passaram por hospitais após o acidente continuam internados nesta quarta-feira, de acordo com o diretor geral de Proteção Civil da Secretaria de Governo do México, Ricardo de la Cruz.




Ainda segundo ele, alguns estão apenas em observação e devem ter alta até a manhã de quinta-feira. As duas pessoas em estado mais grave - mas sem risco de vida e estáveis - são uma menina, que teve 25% do corpo queimado, e o piloto, Carlos Galván Mayrán, de 38 anos. Submetido a uma cirurgia na coluna cervical, ele está consciente e com prognóstico de recuperação total.




O avião atravessou a pista quando tentava decolar, com destino à Cidade do México, por volta das 18h10 (horário de Brasília), com 103 pessoas a bordo. Entre os 99 passageiros havia 88 adultos, nove crianças e dois bebês. A tripulação era composta por Mayrán, pelo primeiro oficial Daniel Dardon e pelas comissárias Samantha Hernández e Brenda Zaval.







Em uma entrevista coletiva nesta quarta, de la Cruz esclareceu que muitos dos passageiros que inicialmente apareciam como estrangeiros na verdade têm dupla cidadania e também são mexicanos.




Os únicos passageiros que não são mexicanos são da Espanha, Colômbia e Estados Unidos, e as autoridades do México estão trabalhando com as embaixadas desses países para fornecer novos documentos para eles, já que todos os pertences dos que estavam a bordo foram destruídos, informou.




 



Mau tempo



 




As causas do acidente ainda estão sendo investigadas. De acordo com o diretor-executivo da Aeroméxico, Andrés Conesa, as duas caixas-pretas do avião foram recuperadas intactas e serão analisadas, mas a investigação pode durar meses.




As autoridades ainda não apontaram hipóteses, embora o governador de Durango, José Aispuro, tenha dito que o mau tempo certamente contribuiu.




Muitos dos passageiros confirmaram que fortes ventos e uma chuva de granizo pareciam balançar a aeronave no momento da decolagem.




Em entrevista de um hospital à NBC News, a passageira Dorelia Rivera, que mora nos EUA, relatou o tempo ruim: "Nós decolamos, estava chovendo e, honestamente, pensei: 'Por que raios estamos decolando?'. Em poucos minutos o avião começou a tremer. Ouvimos um grande barulho atrás de nós e a próxima coisa que sabemos é que começou a sair fumaça e fogo", disse a sobrevivente, que teve queimaduras e fraturas.







 

Alberto Herrera mostra seu passaporte e cartão de embarque, danificados pela água após acidente com o voo AM 2431 da Aeroméxico, em Durango, no México (Foto: AP Photo/Rebecca Blackwell)Alberto Herrera mostra seu passaporte e cartão de embarque, danificados pela água após acidente com o voo AM 2431 da Aeroméxico, em Durango, no México (Foto: AP Photo/Rebecca Blackwell)



Alberto Herrera mostra seu passaporte e cartão de embarque, danificados pela água após acidente com o voo AM 2431 da Aeroméxico, em Durango, no México (Foto: AP Photo/Rebecca Blackwell)









O norte-americano Alberto Herrera, de 35 anos, contou à Associated Press que a chuva parecia fraca a princípio, mas se intensificou rapidamente e que granizo atingiu o avião justamente quando o piloto acelerou para iniciar a decolagem.




“Estávamos sentados no avião, havia um pouco de garoa, mas nada para se preocupar. Era apenas uma pequena chuva leve, super leve, mal batia nas janelas”, afirmou. “Mas começamos a ganhar velocidade e assim que começamos a decolar, de repente, o avião começou a ter problemas e foi atingido por granizo”, acrescentou.




 


Quanto mais entramos na tempestade, mais pesado o granizo chegava e mais vento nos atingia

 




“Então, de repente, o avião começou a balançar e começou a se agitar seriamente, se movimentando muito e depois batendo no chão”, disse ele. “Nós derrapamos e batemos uma segunda vez e vimos as chamas. ... e foi tipo "Isso pode ser ruim".




Por instinto, Herrera diz que se preparou para o impacto e gritou para os outros fazerem o mesmo.




A maioria dos passageiros não precisou de ajuda e todos conseguiram sair rapidamente do avião antes que o fogo se espalhasse, o que contribuiu para que muitos tivessem apenas ferimentos leves.




A baixa altitude da aeronave e a habilidade do piloto, segundo Herrera, contribuíram para que a gravidade não fosse maior. "O piloto teve que executar uma manobra corretamente e então nós atingimos a tempestade em seu pico enquanto estávamos subindo, e não enquanto estávamos no ar", disse.









 

Acidente com avião da Aeroméxico  (Foto: Fernanda Garrafiel/G1)Acidente com avião da Aeroméxico  (Foto: Fernanda Garrafiel/G1)



Acidente com avião da Aeroméxico (Foto: Fernanda Garrafiel/G1)





FONTE: g1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium