Escritório Confiança
Combate ao tráfico

Polícia Civil de Alvorada deflagra operação contra crimes contra patrimônio e contra o trafico de drogas

Cumpridos mandados de busca e prisões em Urupá, Alvorada do Oeste, Tancredópolis e Presidente Médici

14/07/2018 09h34Atualizado há 10 meses
Por: AlvoNotícias
Fonte: alvonoticias

Um apenado que estava foragido de Alvorada do Oeste foi preso na última sexta-feira 13, em Presidente Médici, interior de Rondônia. Policiais dos SEVICs das duas delegacias cumpriram o mandado de prisão contra o acusado. Ação fez parte de operação da Polícia Civil contra crimes contra patrimônio e contra o tráfico de drogas.

Os policiais também investigavam a atuação do acusado no crime de tráfico de droga e, quando encontraram a casa em que o foragido se escondia, reuniram policiais de ambas as cidades e foram até o local.

Segundo informações, quando avistou a equipe o investigado voltou rapidamente para dentro de casa tentando colocar a mão em um de seus bolsos, mas foi dominado. Ao ser revistado, foi encontrado um pote de plástico, com diversas pedras de Crack. Ao revistarem a casa e também o carro de um primo do investigado, policiais encontraram mais drogas, assim como diversas outras provas de que eles se associaram para traficar drogas.

Ao serem flagranteados, os infratores identificados como Devanildo, que estava foragido e Tiago receberam voz de prisão e foram apresentados na delegacia e cumprido o mandado de prisão contra Devanildo, em uma ação coordenada pelos delegados Jó Lopes da Silva e Fred Mercury Freitas Matos.

Munições foram encontradas na residência de Devanildo, que fica no mesmo quintal de Tiago. Com Devanildo ainda foi encontrado um celular roubado. Outro celular roubado foi encontrado em Tancredópolis e a pessoa que estava com o aparelho está sujeita a ter sua prisão decretada.

Também foram apreendidos objetos furtados, roubados, drogas e dinheiro. Um notebook e e outros objetos suspeitos também foram recolhidos.

De acordo com a Polícia, "Mais prisões poderão ser decretadas no decorrer da investigação".

As imagens dos acusados e dos objetos estão sendo divulgadas para que possíveis outras vítimas possam identificar e contribuir com a operação, bem como reaver seus objetos. 

Devanildo

Thiago

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.